sexta-feira, 29 de outubro de 2010

AMO-TE

Confesso que este desfecho de dia me deixou de rastos, e mais ainda por saber que tu estas a sofrer tanto como eu. não estava a espera. Não temos direito de ser felizes! A única coisa que ainda me consola é que tenho sempre presente aquilo que sinto quando nos perdemos um nos braços do outro daquela maneira que a razão não consegue explicar. Nesse preciso momento eu tenho a certeza que aquilo é  nosso e será  nosso até ao fim dos nossos dias. Enquanto o meu coração bater, será teu.

Beijinho de boa noite, dorme bem e tem bons sonhos comigo.

"Gosto de ti, amo-te muito, quero-te tanto..."

És o ar que respiro.

2 comentários:

  1. Eitaaa!!mulher felizarda esta que vc.amas tanto...encantadaaaa!!!bjus!!

    ResponderExcluir